Conselhos depois de uma intervenção cirúrgica

Toda a intervenção cirúrgica envolve certos problemas de dor, osteoartrite, mobilidade, perda de massa muscular e, às vezes, de funcionalidade desde o momento em que surge a patologia e/ou uma vez que o animal tenha sido operado.

Este grupo de animais precisa de uma série de atenções diárias, pequenos detalhes que melhoram de forma significativa a sua qualidade de vida e que o dono pode perfeitamente proporcionar-lhe.

Em primeiro lugar, é muito importante para este grupo de animais ter um bom controlo do seu peso. Evitar o excesso de peso diminui a sobrecarga das articulações e da dor. Além disso, previnem-se problemas secundários causados pelo excesso de peso.

Alguns conselhos

paseo perro en recuperación
Na rua:

  • Evitar que o cão ande em superfícies escorregadias.

  • Os passeios têm que ser frequentes e com trela, já que desta forma se consegue que o cão caminhe de forma lenta mas fime sem esgotá-lo fisicamente. Não deixe que o seu cão corra, salte ou faça outros movimentos bruscos. Estes podem ser contraproducentes para as suas articulações sobretudo em animais de idade avançada ou em certas patologias.

  • Durante os passeios pode aproveitar-se para andar sobre diferentes superfícies (nunca escorregadias, ou com degraus grandes), melhorando assim o controlo e perceção do seu corpo.

  • Se houver possibilidade, faça o seu cão nadar ou andar pela margem de um rio ou praia. Isto fará com que os músculos se fortaleçam e melhorará a amplitude de movimento das articulações e a sua condição física geral.

Em casa:

  • Evitar que sofra mudanças de temperatura ou correntes de ar.

  • Recomendável que durma sobre uma superfície macia e quente, mas que seja suficientemente firme para que o animal se possa incorporar sem dificuldades.

  • Se esiver acostumado a dormir em superfícies elevadas, como sofás, camas, ou cadeiras, é conveniente ajudá-lo a subir e descer destas zonas com uma rampa. Viajar de carro está proibido temporariamente.

  • Recomendável dispor de pratos à altura para não forçar as articulações.

  • Evitar movimentos bruscos, como correr atrás de uma bola ou saltos pronunciados, sobretudo em animais com problemas de joelho e costas.

*Estes conselhos básicos não são aplicáveis a todos os animais nem a todas as patologias por igual. Deve sempre consultar o seu veterinário.


Marta Subirats

Fisioterapeuta canina para a Ortocanis

Certified Canine Rehabilitation Practitioner pela Univerdade de Tennesse

ortocanis.com