Cinco elementos chave para ter um cão saudável e feliz em casa

perro comiendo.jpgHá diferentes aspectos que são importantes quando temos um cão em casa como animal de estimação. Ter um animal saudável significa mantê-lo num bom estado de saúde, mas também involve outros aspetos.

O cuidado da saúde do seu cão, a higiene e uma correta educação são os três pilares para uma boa convivência entre os cães e as pessoas.

Hábitos saudáveis são essenciais para manter o bom estado de saúde dos nossos cães. Assegure-se que o seu cão tem uma alimentação correta, consultas veterinárias de rotina e vacinação em dia, atividade física regular.

Tudo isto complementado com bons hábitos de higiene e uma educação cuidadosa, resultará numa boa relação família-cão e contribuirá para um aumento da qualidade de vida de todos.

Alimentação correta

Os cães devem comer ração. Muitas vezes perguntamo-nos se não seria melhor que os cães comessem comida caseira ou se não poderiam viver bem com os restos da comida de casa, como se fazia antigamente. A resposta é sempre a mesma - a ração canina é um alimento completo, equilibrado, formulado por veterinários nutricionistas que determinam as necessidades de cada cão segundo a sua raça, idade e atividade física.

A ração canina é a melhor solução alimentar para o nosso cão sempre que compremos o tipo que melhor convém ao nosso animal. Respeite as medidas recomendadas pela marca ou peça ajuda ao seu veterinário, ele será a pessoa indicada para lhe explicar a quantidade que o seu cão deve comer e se é necessário complementar a sua alimentação com um suplemento alimentar especial.

Consultas de rotina e vacinação

Não só pelo nosso animal de estimação, mas também por todos os outros na vizinhança, e pela nossa própria segurança, é extremamente importante ter o boletim de vacinas em dia.

A correta vacinação previne doenças que podem ser muitos graves para os nossos animais.

A higiene

perro_deportivo_m_650x550.pngÉ outro dos aspetos mais importantes. Ainda que por vezes se esqueça, a higiene não significa só que o nosso cão esteja limpo. Envolve também o cuidado com a sua pele, com as suas unhas, com a sua boca e, em consequência, com o que come. Implica também ter um sítio apropriado onde possa fazer as suas necessidades.

Dependendo do tipo de cão, da raça ou da sua atividade física devemos lavá-lo tendo em conta determinados pontos concretos. Por exemplo, os Cocker têm especial tendência a ter otites recorrentes, ou até crónicas, o que se deve à posição e tamanho das suas orelhas, que fazem com que os ouvidos respirem muito pouco e seja lugar propício para bactérias e fungos. Assim, para esta raça em particular deverá dedicar-se especial atenção e tempo à lavagem dos ouvidos. O uso regular de um spray a cada lavagem poderá ser a solução para este problema.

É conveniente informar-se sobre estes aspetos quando adopta um novo membro para a sua família. Para isso pode consultar fóruns online específicos de raças de cães, criadores ou clubes caninos e, claro, sempre que tenha dúvidas persistentes o veterinário.

A atividade física

A atividade física é um aspecto esquecido por muitos donos de cães. Alguns cães privilegiados saem à rua três ou quatro vezes ao dia, mas saem apenas para fazer as suas necessidades. E no inverno estes passeios limitam-se quase exclusivamente a esta atividade.

O passeio não deve restringir-se ao facto de que o cão tem que urinar e defecar. O passeio é uma parte importante da relação dono-animal. O cão deve sentir-se livre, satisfeito, contente com o passeio e de aproveitar este momento para fazer exercício físico. Portanto, um ou dois dos passeios diários devem ser um pouco mais longos e o cão deve poder correr livremente, saltar e brincar com outros cães, especialmente se se tratar de um cão jovem.

Educação

Outros dos aspetos que, ainda que nos custe a admiitir, ainda ignoramos e não levamos tão a sério como devíamos é a educação dos nossos cães.

AGILITY.jpgMuitas vezes queixamo-nos de que não nos deixam entrar em hotéis, restaurantes, cafés ou lojas com os nossos cães. É bem certo que não é fácil encontrar um hotel que aceite animais de estimação em determinadas cidades em Portugal. Por outro lado, em paises com a Holanda, a Bélgica ou o Reino Unidos vemos cães pequenos em aviões e cães grandes em cafés e restaurantes. Vemo-los, mas não os ouvimos ou cheiramos, não notamos realmente a sua presença. O cão mantém-se quieto e comportado todo o tempo. Não anda a combiçar a comida dos donos, nem sequer a que caiu ao chão.

Se um cão não incomodar ninguém, dificilmente haverá pessoas que se oponham à sua presença. Um cão sujo, com hálito fétido que se baba perto de bebés e crianças provoca uma reação contariada dos pais.

Desta forma, devemos educar os nossos cães, não só para que de facto se possam comportar em locais públicos fechados, mas também para que haja uma melhor aceitação, compreensão e respeito por parte das pessoas que não têm animais de estimação.


Equipe Técnica da Ortocanis

ortocanis.com