Os efeitos secundários dos anti-inflamatórios em cães e gatos

Anti-inflamatórios naturais para cães

Os anti-inflamatórios são um grupo variado de fármacos cuja a ação é diminuir a inflamação, a dor e a febre. Podem dividir-se em dois grupos: os não esteróides (AINEs) como a Aspirina e os esteróides (que todos conhecemos como “cortisona”). Ambos têm efeitos secundários parecidos, se bem que os esteróides são mais problemáticos (sobretudo em cães), ao mesmo tempo que os seus efeitos benéficos também são mais potentes.

Os principais problemas são encontrados em duas situações:

  • Uso de anti-inflamatórios não esteróides de medicina humana em cães e gatos. NUNCA administre AINE humano em animais sem um prescrição veterinária prévia. Os animais têm muitos problemas para metabolizá-los corretamente, sendo muito fácil produzir uma intoxicação potencialmente letal, mesmo com doses mínimas.

  • Uso incorreto de anti-inflamatórios de uso veterinário. Normalmente devido a um uso sem prescrição prévia. Doses demasiado altas ou durante demasiado tempo sem um controlo veterinário podem comportar problemas graves.

É necessário ter em conta outros fatores como: a idade, o grau de debilitação ou a possibilidade de estarem a tomar outros medicamentos.

A menos que o nosso veterinário indique o contrário, o seu uso deve ser evitado em:

  • Doenças cardiovasculares, renais ou hepáticas

  • Desidratação

  • Quando se estejam a tomar outros tipos de anti-inflamatórios

  • Quando certas proteínas no sangue sejam baixas (especialmente a albumina).

Os sintomas da intoxicação

Os sintomas vão corresponder a danos nos rins ou fígado e úlceras ou perforação do estômago.

  • Intoxicação leve: dor abdominal, vómito, diarreia, enfraquecimento, anorexia

  • Intoxicação grave: desidratação, palidez, taquicardia, diarreia ou vómitos com sangue, negras (Aspirina), aumento da temperatura (Aspirina), icterícia, descoordenação de movimentos, convulções, morte.

Tratamento da intoxicação

  • Indução do vómito (dependendo do tempo passado desde a ingestão)
  • Uso de carvão ativado
  • Uso de protetores estomacais como o Omeprazol
  • Fluídos intravenosos.

Prognóstico

Em casos de irritação gástrica ou dano renal ou hepático leve, a recuperação é geralmente excelente se um tratamento for iniciado rapidamente. O prognóstico será reservado ou mau se há perfuração gástrica devido à peritonite que provocará.

Alternativas ao anti-inflamatórios tradicionais

Antes de tudo, deve ter-se em conta que se o veterinário receita um anti-inflamatório é porque este é necessário para o animal.

Garro do diabo

A maioria das vezes os seus efeitos benéficos superam os adversos. Não obstante, há casos em que os podemos substituir com outros compostos mais seguros para assim reduzir a sua dosagem.

Protetores articulares (condroprotetores): são suplementos alimentares que ajudam a retardar o progresso da osteoartrite. Usam-se em tratamentos muito longos e normalmente permitem baixar a dosagem necessária de anti-inflamatórios. Também se usam para a prevenção de osteoartrite em animais nos quais se possa prever futuros problemas.

Ácidos gordos ómega 3: atuam como anti-inflamatórios naturais. Também nos podem ajudar em tratamentos longos. Especialmente recomendados em processos inflamatórios e alterações da pele.

Anti-inflamatórios naturais não convencionais: existem produtos anti-inflamatórios com menos efeitos adversos que os tradicionais. São adequados para uso crónico ou em animais cujo uso dos tradicionais seja contra-indicado.

Tecidos inteligentes:  existem no mercado protetores e órteses fabricados com tecidos que aproveitam o calor do próprio animal para acalmar a dor e ajudar à recuperação.

Fisioterapia e eletroestimulação: através destas técnicas podemos diminuir a dor e ajudar a uma recuperação mais rápida. Existem profissionais dedicados à fisioterapia canina e felina. A eletroestimulação pode ser usada em casa, aplicada pelo dono e a um preço muito razoável. 

Calor: as lâmpadas de infra-vermelhos e a aplicação direta de calor podem ser uma grande ajuda para aliviar a dor do nosso cão.



 

                                       Pack TENS  Complementos nutricionais

Em geral podemos dizer que a melhor forma de aproveitar os benefícios dos anti-inflamatórios é tendo sempre receita veterinária, conhecendo os sintomas que indicam que algo não está bem e conhecendo as alternativas e ajudas que nos permitem fazer um uso racional destes.

O seu cão sofre de osteoartrite e está à procura de alternativas aos anti-inflamatórios habituais? Isto pode ajudá-lo: Osteoartrite: alternativas aos anti-inflamatórios tradicionais.


Laura Pérez

Veterinária da Ortocanis

ortocanis.com